Home

As Principais Diferenças entre Ronco e Apneia do Sono [qual você tem?]

Você ronca ou possui apneia do sono?

diferencas entre ronco e apneia do sono

Neste artigo você vai descobrir quais são as principais diferenças entre problemas de ronco e apneia do sono.

Veja o que caracteriza cada patologia, quais suas causas e soluções de tratamento contra ronco e apneia e quais os cuidados em relação a cada uma delas.

 

O que é o ronco?

É um ruído produzido pela vibração dos tecidos moles da garganta, mais especificamente, a úvula – “campainha”.

Para entender como ocorre, imagine um tubo que vai se estreitando e pelo qual o ar tenha de passar para ser inspirado. Quando ele percorre esse caminho, há um turbilhonamento que causa a o efeito sonoro característico.

Quais são as causas do ronco?

O ronco pode ser ocasionado pela posição da pessoa ao dormir, geralmente de barriga para cima.

Quando a pessoa deita dessa forma, a boca se abre e o queixo desloca-se para trás juntamente com a língua pressionando a garganta. Isso facilita a ocorrência do barulho.

Em relação ao ronco rítmico, que não tem ligação com a postura ao deitar, são vários os fatores que influenciam, como adenóides e amígdalas muito grandes, alergias (rinites), desvio de septo e pólipos nasais.

Vários desses problemas provocam a obstrução do nariz e a pessoa respira pela boca. Mesmo obstruções menores podem obrigar o indivíduo a desenvolver a respiração bucal, o que sempre representa uma solução ruim, embora necessária nesses momentos.

O álcool e medicamentos à base de diazepínicos (calmantes) são outros motivos que podem gerar o ronco, pois levam ao relaxamento dos músculos da faringe.

Por fim, a obesidade também contribui muito para o aparecimento do problema, pois a garganta é passível de infiltração gordurosa, e isso agrava a obstrução.

Quais os riscos que o ronco traz à saúde?

No ronco caracterizado por grandes vibrações e ruído intenso, além do desconforto provocado nos outros (em geral a parceira com quem o roncador divide a cama), existe a possibilidade de ocorrerem pequenas interrupções na respiração – ocasionadas pelo fechamento das vias aéreas superiores.

E as conseqüências são quadros mais graves de sobrecarga cardiocirculatória, sonolência excessiva durante o dia, baixo rendimento intelectual, sexual e no trabalho, além de cansaço e irritabilidade persistente.

Como chegar a um diagnóstico?

A pessoa que ronca deve procurar orientação médica. O exame chamado polissonografia pode ser solicitado para auxiliar o diagnóstico.

Este exame é feito em clínicas do sono, na qual a pessoa dorme e seu sono é monitorado durante toda a noite.

Qual a relação entre ronco e apneia?

A apneia é um estágio avançado do ronco, quando há uma parada respiratória provocado pela obstrução da garganta durante o sono. No adulto, considera-se apneia após 10 segundos de respiração interrompida.

Como a criança tem uma reserva menor, às vezes, depois de dois ou três segundos, o sangue já está pobre em oxigênio.

Em estado apneia, oxigenamos menos o sangue e isso pode ter consequências sérias a pequeno, médio e longo prazo. Portanto, o ronco é um sinal de alerta importante.

Quem ronca mais: homens ou mulheres?

Um estudo brasileiro sobre o ronco, realizado pela Universidade Federal de São Paulo, em 1995, mostra que antes dos 40 anos, 26,5%dos homens e 9% das mulheres roncam mais do que três vezes por semana.

Depois dessa idade, possivelmente pela influência da menopausa ou do aumento de peso corporal, o número de mulheres quase triplica e passa para 25%, enquanto os homens chegam a 36%.

Como se pode perceber, o sexo masculino ainda é o campeão de ronco!

Abraço, bons sonos e até o próximo artigo.

Produtos para Diminuir o Ronco Noturno

produto para não roncar ao dormir

faixa anti ronco para parar de roncar

Category: Parar de Roncar

Comments are closed.

Real Time Web Analytics